quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Engula o choro presidente

Eu confesso que pouco procurei saber sobre a tragédia de Snta Maria, não por descaso, mas por cansaço de gastar meus minutos com mais mortes. Cansei de me sentir mal por esse tipo de coisa, pode me chamar de insensível, mas é verdade. Cansei de ficar paranóica com todas essas tragédias, de sair de casa com medo, de me privar da diversão. Mas agora a pouco, fuçando no facebook, achei um texto realmente dígno sobre essa tragédia. Um texto que não fala sobre lágrimas e sensacionaliza a situação. Esse texto é diferente, porque vai fundo naquilo que deveria estar na boca do povo, no real problema dessa e de todas as tragédias do nosso país. Espero que vocês compreendão e concordem.






Carta de Marcella Martins, Santa Maria - RS, à Presidente Dilma

Engula o choro, presidente. Engula o choro ao falar da tragédia de Santa Maria. Engula o choro ...e todos os problemas desse país que nele estão escancarados. Engula que o medo do segurança de ser demitido neste país é maior do que sua consciência de deixar as pessoas saírem sem pagarem suas contas para não morrerem. Engula a soberba dos donos de empresa desta nação que não estão nada preocupados com pessoas como eu e até mesmo como a senhora porque estão focados demais em lucrar, e preferem fechar as portas como numa câmara de gás a ter prejuízos. Engula a pressão que todos os seus funcionários sentem todos os dias. Engula que para arcar com seus altíssimos impostos, todos eles dão um jeitinho bem brasileiro de se desviar dos regulamentos e leis. Engula que os órgãos responsáveis por evitar que isso aconteça não funcionam. Engula que eles deixaram essa, entre tantas e tantas casas mais, funcionar sem licença. Engula que provavelmente alguém que também ganha pouquíssimo aceitou um suborno para que isso acontecesse. Engula que a senhora deu "é" sorte por ser apenas essa casa entre todos os tantos lugares que deveriam estar fechados, que caiu na boca da mídia. Engula a mídia que vai atacar com todo o sensacionalismo possível em cima das famílias que estão procurando celulares em cima de corpos para reconhecer seus filhos. Engula as operadoras que não funcionam e que provavelmente impediram uma série de vítimas a pedirem socorro. Engula que o socorro que chega para se enfiar em lugares como este, pegando fogo, cheio de corpos de jovens para serem resgatados, recebe um salário vergonhoso, com descontos ainda mais vergonhosos, e ainda assim executam um trabalho triste e digno antes de voltarem para a casa e agradecerem por seus próprios estarem dormindo.

Não, presidente. Não chore ao falar da tragédia. Faça! Faça alguma coisa. E pare de nos dar como exemplos uma série de catástrofes para tomar medidas idiotas que não valerão de nada alguns meses depois. Não se emocione. Acione! Acione a todos os órgãos públicos, faça uma limpa em sua maldita corrupção e devolva à segurança pública, às instituições sérias, aos professores, aos bombeiros, aos enfermeiros, aos seguranças, aos jovens, o mínimo de dignidade. Não faça um discurso. Mude o percurso. Mude tudo porque estamos cansados de ver nossos iguais pegando fogo, morrendo afogados, morrendo nas filas, morrendo no crack, morrendo, morrendo, morrendo, e tendo como última imagem aquela tv aos fundos anunciando o fim de mais uma bilionária obra de estádio de futebol.

Não, presidente. Desculpe, mas na minha frente, a senhora não pode chorar. Não pode chorar sua culpa. Não pode chorar sua inércia. Não pode chorar no Chile mas também não pode chorar em Santa Maria. Porque isso é muito maior do que só um acidente. Isso é muito maior do que só sua comoção. Engula o seu choro, presidente. O seu, o dos jovens que perceberam que não teriam mais o que fazer que não morrer, e em especial, o de seus amigos e familiares, que em um país como esse, não têm outra opção que não chorar. Engula o choro, presidente."

MARCELLA MARTINS.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Vergonha Nerd e ray ban


Eu estou aqui para expressar meu profundo desprezo pela comunidade nerd atual. Eu não sei se você reparou mas desde o lançamento de O Hobbit, brotou TANTO nerd nesse país. E o mais legal é que eles realmente acham que são nerds, só porque compraram seus ingressos para o cinema com uma semana de antecedência e porque apareceram na pré-estréia com óculos ( sem lente) e cabelinho penteado, falando que já leram todos os livros do J.R.R. Tolkien. Agora me fala quem foi o NEANDERTAL que te disse que isso é ser nerd ? Porque, do nada, decidiram que ser nerd é cool, e todas as pessoas que me zuaram a vida INTEIRA começaram a tentar ser meus amigos. Então, esse post vai servir para explicar algumas coisas pra você.

Começando pelo fato que eu acho ridículo essa tachação das pessoas. Ou você é isso ou aquilo e se você for skatista você não pode ler porque sei lá, todo skatista é maconheiro e maconheiro não lê. Ridículo, cara, eu sinto vergonha de ser adolescente em meio a uma geração tão fútil como a atual. Enfim, 

Eu uso óculos porque eu tenho 2 graus de miopia e não porque eu acho fashion, aliás, eu acho RÍDICULO sair de óculos na rua, ainda  mais aquelas armações ENORMES sem lente que faz você ficar aprencendo um retardado que comprou um Ray Ban e arrancou as lentes escuras. Aliás, quem foi que disse que Ray Ban é bonito ? Cara, cada um que eu vejo usando aquele óculos, se gente com cara MOSCÃO fosse bonita eu não teria inseticida em casa. Mas voltando ao assunto. 

Quando eu era pequena e me perguntaram  qual foi o último livro que eu tinha lido, eu fiquei com medo de dizer que foi Harry Potter, porque pré-adolescente é a criatura mais maldosa do universo, e eles ririam de mim durante toda a eternidade. Ai de repente, começaram a considerar qualquer imbecil que tem um tumblr, um nerd. COMO ASSIM ? Lá pelos meus 13 e 14 anos eu me afastava dos populares e compania porque os (não auto) intitulados nerds eram muito mais bacanas, porque eles tinham cérebro ao invéz de merda de passarinho na cabeça e eu me identificava com eles. Agora os (auto) intitulados nerds, são uns imbecis, um monte de adolescente retardado andando com roupa de meme pra cima e pra baixo e declarando em alto e bom som que sabe toda a árvore genealógica do Darth Vader . CARA, quando eu assisti Star Wars eu nem sabia o que era ser nerd, aí eu fiz uns 14 anos e me fizeram engolir essa história. OU você tá pensando que eu saio por aí me autointitulando a nerd do ano ? Aliás, quem se auto intitula alguma coisa está assinando embaixo que é um idiota, no mínimo um cabeça de merda de passarinho. 

Eu só queria dizer que esses "nerds" de hoje não são nerds porcaria nenhuma. São tudo um bando de paga pau que resolveram ser assim por a garota/garoto que eles queriam pegar decidiram que nerds são legais, ai pra puxar o saco dela/dele se tornaram nerds. Então, você que ainda tem um pingo de personalidade não caia nessa. 

E tem mais. Eu era loucamente zuada quando eu preferia ler do que participar de jogo de verdade ou desafio ou quando ficava vendo filme antigo em casa ao invéz de ser convidada para festas de 15 ( que aliás, nunca fui chamada para nenhum). Ai, as pessoas resolveram enfiar no pouco de cérebro que lhes restava que só porque NAQUELA ÉPOCA, cinco anos atrás, eu era assim, eu preciso continuar sendo assim ainda hoje, porque eu preciso ter orgulho de ser nerd e sair fantasiada de SUPER MARIO na rua. PORRA, eu não tenho orgulho de ter sido chamada de nerd. Eu ODEIO os nerds de hoje, eles são exatamente os imbecis dos quais eu tentava me afastar durante minha vida escolar. Eu me sinto deslocada perto dos nerds atuais, porque eles são um bando de cara babaca que pesquisou na wikipedia sobre filmes nerds e fica jogando essas coisas na minha cara nas conversas.  E porque é que EU não posso ir em festa? não posso namorar ? não posso sair? ME DIZ, ME EXPLICA. Entenda o fato de que aqueles que eram considerados nerds  antes dessa palhaçada de modinha-nerd-óculos-sem-lente, já cresceram e não vão mais ficar sentados em casa num sábado a noite lendo alguma revista em quadrinho do Batman. Como dizia alguém em algum lugar da internet " Eu quero beber , porra". Qual é o problema ? 

Eu tenho certeza que o gays tem vergonha da comunidade gay atual, assim como os vida loka, como os nerds tem. E é por isso que eu cansei dessa vida e  lhes suplico " VOLTA A ME XINGAR DE NERD, PELO AMOR DE DEUS."  Eu não tenho que provar pra ninguém os livros ou filmes que eu li, eu não uso tumblr, eu não sou uma psicopática anti-social e , o mais importante, eu não sou nerd.

E você, qual a história da sua infância que assombra seu presente ? E o que você acha dos nerds atuais ?

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tags e mais Tags e Justin Timberlake



Primeiro de tudo eu fui tageada pela lindíssima da Scarlet   e da Camila  e da Laila eu espero que vocês não se importem de eu responder tudo aqui porque as tags que as duas me mandaram sao iguais, então o jogo é o seguinte :



Regras da tag:



- Os blogs tagueados devem responder 11 perguntinhas;

- Terão de indicar 10 blogs que também devem ser tagueados;
- Os blogs escolhidos para a entrevista devem ter poucos membros aconselho menos de 200 (pois o intuito de fazermos com que eles sejam mais vistos, e unirmos mais os blogs).


Perguntas :

1 - Como escolheu o nome do seu blog? 
Esse ainda não é o oficial, só para constar, eu coloquei esse só porque na hora não tinha criatividade pra outro, mas essa é metade de uma frase de um livro que me marcou muito. "Naquele momento eu juro, somos infinitos."



2 - Quanto tempo se dedica ao blog? 



Umas duas horas, eu entro de manhã e de noite.

3 - Já teve algum problema com comentários de anônimos no blog? O que? 
Até agora nenhum.

4 - Pretende mudar algo no blog em 2013? 
Posts novos, mostrando mais sobre minha opinião. 


5 - Já ficou sem inspiração para postar? Como superou isso? 
Claro, com um blog de textos isso é bem típico. Eu espero ela vim, sério, não fico correndo, eu fiz o blog por lazer e eu posto nele quando eu posso. 

7 - Quantos livros lê por mês?
Depende do livro, um ou dois. Odeio correr para ler livros, eu não sei pra que isso, se fosse com cmomida ai tudo bem, mas os livros da minha estante não vão a lugar nenhum para eu precisar ler um por semana, além do mais, eu tenho mais o que fazer da vida. 

8 - Quantos blogs visita por dia?
Não faço ideia. 

9 - Qual blog visita todos os dias ?
O Epitáfio e o da Melina Souza  e o Tumba Cerrada 

10 - Quanto tempo está na blogosfera ?
Uns três meses ?


11 - Você se inspira em outro blog? Qual?
Eu tiro uma coisinha de cada blog legal que eu vejo. 

Os 11 Blogs :



(indico os mesmos blogs para a segunda Tag )



A segunda tag  veio da fofíssima Giovanna :

Regras: • Escrever onze coisas aleatórias sobre você  Responder as onze perguntas que a pessoa lhe mandou e criar onze novas repassar • Escolher onze pessoas para repassar esse meme e colocar os links de seus respectivos blogs • Avisar os blogs escolhidos • Não retorne esse meme para quem te enviou.

11 Coisas Aleatórias:

  1. Eu estou viciada em Prison Break ( bem que me alertaram sobre isso).
  2. Eu gostaria de morar em Nova Iorque algum dia e escrever para a Rolling Stones ( na parte de política sabe? pois é.)
  3. Eu quero meu livro na lista dos mais vendidos do The New York Times.
  4. Eu odeio gente que fica se fazendo de rockeiro ou sertanejo universitário só pra se enturmar, porque, quando você é você mesmo, você não precisa sair implorando pela atenção de alguém.
  5. Eu uso saias de cintura alta, roupas estampadas e sapatilhas e eu sou LOUCA por BRILHO *--* e eu não vou deixar de ser assim só para parecer mais velha. E eu também não estou me fazendo de santinha.
  6. Eu odeio palavrão mas eu falo "merda" e "puta que pariu", e aí de quem vier me dizer que é feio mulher falar palavrão.
  7. Eu já quis ser ruiva.
  8. Eu sou contra as drogas e qualquer coisa que envolva isso.
  9. Eu gosto de reuniões de família.
  10. Eu tenho amigos virtuais mas não sou uma anti-social.
  11. Eu vou fazer faculdade de Direito.






Minhas Perguntas:

1- Qual o seu maior sonho?
Ser escritora e  Presidente do país
2- Qual assunto você mais gosta de conversar com seus amigos?
TUDO contanto que eu esteja conversando com alguém haha
3- Qual o melhor presente que você já deu para alguém?
Um livro  ( e a minha presença na vida da pessoa, claro)
4- O que você nunca perdoaria?
Traição, de qualquer forma e me tratar mau sem motivo 
5- Quem você levaria para uma ilha deserta?
Pera, tô pensando ... no momento eu não consigo pensar em mais ninguém que não seja Wentworth Miller de Prison Break .
6- Se não pudesse mais morar no Brasil, em qual país gostaria de viver?
Irlanda ou Itália, porque eles são muuuuito animados, um ano atrás eu teria respondido Inglaterra, mas aquele clima gótico deles não dá.
7- Tem uma amizade de infância que dura até hoje?
Tenho
8- O que não pode faltar no seu dia-a-dia?
Livros, comida ( mais importante), filmes e minhas anotações
9- O que te deixa com mal humor?
Quando gritam comigo  ou me tratam mau ( sem motivo) na frente dos outros
10- Melhor e pior momento da sua vida?
Esperar o resultado do vestibular e ter a noção de que seu nome numa tela de uma computador pode mudar sua vida. Foi decididamente o pior momento que já tive. Agora o melhor ... semana passada, quando eu passei praticamente a semana toda visitando meus amigos e a minha família, dá um sentimento bom isso.
11- Você acredita em “amor à primeira vista”?
Não, acredito em atração a primeira vista, serve ? hahah 

Próximas perguntas :

Qual a última vez que disse Eu te Amo ?


Se pudesse se casar com um ator, qual seria ?( infantil, eu sei )
Seu aniversário mais divertido ?
Você acredita no amor verdadeiro ?
Sua comida favorita ?
Você é a favor da pena de morte ? ( O que, Amanda ?)
Você fala outra língua ?
Que língua gostaria de aprender ?
Você tem algum dom ?
Qual a frase que marcou sua vida em algum momento dela ?
Você é feliz ?


E para terminar, uma novidade para vocês. Justin Timberlake está de volta, UHUL, ele vai lançar seu novo CD esse ano e já conseguiu emplacar seu novo single nas rádios americanas. Ta aí, pra vocês, me digam o que acharam depois .


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Eu queria dizer que te amo


É claro que eu ainda me lembro de quando você foi embora. Sua boca estava meio roxa de açaí do nosso último encontro , mas apesar da multidão ao nosso redor, eu só conseguia ouvir você. De repente, aqueles 11 meses se transformaram em um segundo, mas no pior segundo. Você me abraçou tão forte e eu senti o cheiro daquele seu creme de cabelo pela última vez. Você deu meia volta e eu fiquei observando aquela sua saia rosa, a sua favorita, abrindo espaço entre a multidão de cinco da tarde. Foi a última vez que eu te vi. Até agora.

"E como você tá ?" 

Você sorriu pra mim com as bochechas vermelhas, daquele jeito que faz quando está com vergonha. Tinham me falado que você agora era importante, queriam publicar seus textos em um revista grande. Mas, pra mim, você ainda parecia aquela garota do interior que trocava conversa até com o pipoqueiro da praça e que tinha vergonha de passar maquiagem de dia.

"Bem, né. Cê sabe como é difícil estudar e trabalhar ao mesmo tempo." 

Eu respondi, arrancando uma folha da árvore só para ter com o que ocupar minhas mãos. Você fazia isso o tempo todo, sem querer, eu fui pegando as suas manias. Você transformava copinhos de plástico em aranhas imaginárias, em um minuto. Aí eu segurava suas mãos entre as minhas, e você não precisava destruir mais nada.

"É. Você ainda trabalha com as crianças?" 

Infelizmente, eu tive vontade de dizer. Eu queria tanto ter parado, pra não precisar ficar me lembrando daquele seu jeito histérico quando me encontrava no corredor e vinha me contar o que tinha acontecido no último livro que você leu. O que você está lendo agora ? Será que aqueles caras da redação dessa tal revista discutem com você sobre seus livros ? Durante semanas eu fiquei me perguntando se você já tinha usado o nome de um deles para alguns de seus personagens, como você fez comigo. 

" Trabalho. Elas me perguntaram de você. "

 Eu achei que você fosse chorar. Seus olhos ficaram  maiores e seu rosto se transformou naquela mesma expressão de quando você recebeu a notícia de que não tinha passado no vestibular. Naquela época eu te envolvi nos meus braços enquanto você soluçava desesperada. Mas o seu choro se tranformou em sorriso, na hora. Uffa, eu não queria te fazer chorar.

" Diz pra elas que eu to bem ? Que eu mandei oi ? " 

Você não quer passar lá comigo ? Não quer dizer Oi pessoalmente ? Depois a gente pode passar na sorveteria da frente, e eu vou rir do seu gosto por sorvete de pistache e você pelo meu de uvas passas. Eu senti tanta falta de quando a gente se encontrava sem querer nos corredores e você piscava pra mim. Exatamente como fazem os cumplices. E como eramos cumplices. Ou a gente pode ficar na biblioteca estudando. Pra que eu possa levantar a cabeça dos meus livros e observar por um minuto a sua careta de concentração. 

"Claro" 

Foi só o que eu disse. Como riram de mim quando você foi embora. Que eu era froxo por ficar chorando pela sua ausência. Eu confesso que te procurei em tantas outras. Mas nenhuma delas tinha aquela sua criatividade para inventar desculpas pros outros. Nem a sua vontade de encontrar sempre os amigos.  Nenhuma delas cozinhava, nem discutia sobre o governo, nem filosofava como você fazia.           

Aí você só balançou a cabeça e me desejou um bom dia. E sorriu. Você sempre sorria. Eu não corri atrás de você como eu queria. Já fazia tanto tempo, eu nem sabia mais se valia a pena, eramos diferentes demais um pro outro. Então você continuou o seu caminho e eu te ouvi atender ao telefone. Tudo voltaria ao normal.    

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Alerta da Semana : The Carrie Diaries

Eu não podia deixar de falar de uma das estréias mais comentadas do ano. Mas antes disso vamos exclarecer que eu NUNCA assisti nem os filmes nem a série de Sex and the city ( mas pretendo, pelo menos os filmes). A verdade é que eu decidi assistir The Carrie Diaries  porque eu adoro séries adolescentes com muita briga de escola, moda e romance. (prontofalei) E eu não vou mentir para vocês.  The Carrie Diaries é mais um cliché, só tem uma diferença : eu m identifiquei muito com esse.

Para quem não sabe os episódios contarão a história de Carrie aos 16 anos. Após a morte precoce de sua mãr, ela tem de lidar com a rebeldia da irmã mais nova e o fato de que todas suas amigas estão muito bem iniciadas na vida amorosa. Até que seu pai lhe dá a notícia de que Carrie conseguiu um estágio na cidade dos sonhos Manhattan. 



Os anos 80 foram muito bem retratados na série, com as roupas, as músicas ( como a minha favorita da Madonna - Material Girls *-*)  e até as gírias ( sério). E adoradora de coisas velhas que sou, eu amei TUDO, é claro. As roupas da Carrie são super coloridas e o cabelão loiro e enrolado dela, é simplesmente tudo. Sem contar a bolsa personalizada que ela carrega pra todo lado.






Porque eu me identifiquei ? Carrie vive numa cidadezinha onde a sua vida tem que ser como os outros querem, não como ela deseja. Mas diferente dos outros ela não se encaixa naquele lugar pequenininho onde todo mundo se veste igual. Carrie não está a procura de uma pessoa ( como todas as suas amigas), ela está a procura dela mesma. Enquanto suas amigas e todas as outras pessoas estão se embebedando em festas e arrumando namorados, ela está caminhando diretinho para realizar o seu maior sonho.
Para quem quiser saber um pouquinho mais :


E os inks para o primeiro episódio.

Parece que eu encontrei uma nova paixão, então fiquem preparados para ler muuuito sobre essas série aqui haha. E vocês já assistiram The Carrie Diaries ou leram o livro ?


segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Vestibular e parentes intrometidos




Os dicionários de Língua Portuguesa estão todos errados. Vestibular não é a prova que serve como seleção de entrada em uma faculdade. Essa definição deveria ser mudada para : Castigo enviado por entidade divina após algum pecado cometido pela humanidade. Por que NADA mais explica tão bem esse sentimento que temos em relação a essa maldita prova.
Eu passei seis meses estudando para dois vestibulares e cheguei a uma conclusão : ele deveria ser banido da educação brasileira. Não só porque faz os concorrentes ficarem loucos, mas também, porque leva milhões de pais ( que nẽo tem nada a ver com a história) a falência. Isso por em seis meses eu :
  • Fiquei amiga das quatro bibliotecárias da cidade
  • Roubei e perdi ( sem querer) duas chaves da biblioteca
  • Arrumei, possivelmente, fama de louca na biblioteca por chegar lá as 8 da manha e ficar brava se as portas ainda não tivessem abertas.
  • Levei meus pais a falência com a impressão das provas para que eu pudesse treinar
  •  Devido as mais de seis horas com os livros, desenvolvi o hábito de falar sozinha ( o  que deixou meus pais preocupados quanto a minha sanidade mental) e o pior falar sozinha SOBRE  o vestibular.
  • Meu senso de moda se baseava em tênis. camiseta e calça jeans, e eu só notava que já tinha usado muita aquela calça lá pela segunda semana ( haha).
  •  Experimentei todos os sabores possíveis de barra de cereal da oetker e da nestlé
  •  Quase fui deserdada pela família por não comparecer a casamentos, aniversários, batismos e reuniões.
  •  Sonhei, pelo menos umas dez vezes, com os exercícios de física que não tinha conseguido resolver.
  • O que me leva a pensar que se eu pudesse ter tirado uma soneca durante as provas eu teria acertado muito mais questões.
  •  Durante uns quatro meses eu poderia ser facilmente convocada pela equipe de figurantes de The Walking Dead para ser um zumbi.

Olhando pelo lado bom, eu decorei ( finalmente) meu CPF e o CEP de casa, além do lugar exato de todos os Estados Brasileiros e suas respectivas vegetações.
Claro que não e só  por essas coisas e pelo fato de ter afundado na lama a minha vida social, que eu sou contra esse tipo de seleção. Porque eu fiquei pensando. Tem gente ( como eu) que não consegue não ficar nervoso em provas ( eu chorei na entrada da prova da USP quando descobri que meu nome não estava na lista do prédio e que meu local de prova era do outro lado da cidade), mas isso não significa que não somos bons alunos. Eu tirava notas relativamente boas na escola ( física nao é considerada, por mim, uma matéria escolar e sim um tipo de punição severa para aqueles que desprezam exatas), mas aí, na hora da primeira prova mais importante da minha vida eu empaco e esqueco TODAS as fórmulas com as quais sonhei durante seis meses, e aquelas datas absurdas de história. Então por que cargas d'agua o governo brasileiro não bane do sistemas essas provas e começa a analisar nossos históricos escolares ? Porque aí é fácil também, a pessoa não faz nada durante seus 15 anos de escola, ai ela estuda uns dois anos e passa em alguma Federal lá do Para e é considerada um gênio. Ei, meio injusto não? Sem contar que analisando o histórico escolar, as escolas e os alunos ficariam muito mais atentos as matérias e aprenderiam de verdade aquilo que veem na sala de aula.
Só existe uma coisa pior do que o vestibular. A reação dos seus parentes quando chegam os seus resultados. Porque ai surge, do além, uma tia de Manaus ( que diz que te adora e está  torcendo por você ) que após perguntar se "Você já está namorando?" completa com um " Passou no vestibular?" Assim, na lata.  E segue-se horas e horas de debate sobre o seu futuro e o que você deveria fazer se não passasse e como, se eles fossem seus pais nunca te deixariam morar numa cidade grande ou "Porque você não prestou em tal lugar ?" PORQUE NÃO TEM A PORRA DO CURSA NESSA CIDADE, MINHA FILHA. Sem contar aqueles que descaradamente te perguntam todo dia se você já passou . " Não, o resultado só sai daqui um mês"' "Mas eu vi que já saiu de tal faculdade, deve ter saído da sua"  NAAAO PORRA, NÃO SAIU DA MINHA E VẼ SE APROVEITA E CUIDA DA DROGA DA SUA VIDA. 
Eu tô falando, seria melhor para todas as famílias brasileiras se o vestibular não existisse. Evitaria falências, brigas e desconfortos. E olha que eu ainda nem falei do meu descontentamento com as malditas cotas. 

E o seu vestibular , como foi ? Deixe seu depoimento e compartilhe os momentos mais agoniantes da sua vida ai nos comentários. 

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Selos, Tags e Parcerias

Ontem quando fui abrir meu blog tive duas surpresas incríveis. E eu vim compartilha-las com vocês hoje.
Primeiro : Recebi um Selo do blog Leitura de Ouro, o Prêmios Dardos que foi criado pelo escritor espanhol Alberto Zambade em 2008.







Segundo seu criador, o premio Dardo destina-se a “reconhecer os valores demonstrados por cada blogueiro diariamente durante seu empenho na transmissão de valores culturais, éticos, literários, pessoais e etc., demonstrando, em suma, a sua criatividade por meio do seu pensamento vivo que permanece inato entre suas palavras”. 
As regras do premio estabelecem que os indicados poderão exibir no seu blog/site o selo do prêmio e deverão indicar outros blogs ou sites que preencham os requisitos acima para receberem o prêmio.
Eu indico:


Segundo : Recebi uma Tag da Pietra do Garota Teen , que eu desde já agradeco muito. E as regras são o seguinte: Eu tenho que escrever 11 coisas aleatórias sobre mim. Depois, tenho que responder 11 perguntas que a pessoa que me enviou. E por fim fazer 11 novas perguntas e escolher 11 blogs para responderem minhas perguntas(e depois avisar aos blogs). Vamos as respostas ?








1- O que gosta de fazer no seu tempinho livre? Ler, comer, ver filmes, escrever e conversar ( eu falo MUITO)
2- Qual o seu estilo musical preferido? Eu escuto qualquer coisa, na verdade. Mas não gosto de Rock pesado, metal, funk e pagode. 
3- Já sofreu alguma desilusão amorosa? Ui, já hahah #quemnunca
4- O que costuma fazer quando está com insônia? Eu vou para a sala e fico lendo.  (entendo de insônica) ah e tomo chá.
5- Quais são os blogs que visitam com maior frequência? que me visitam ? A Midiã está sempre aqui. Mas eu visito muito O Epitáfio e Paralelo índie .
6- Se você pudesse mudar algo no mundo o que seria? Eu seria presidente do Brasil, serve ? 
7- O que te deixa mais feliz? E mais triste? Receber sms haha, sério, e cartas, sou das antigas e receber abraços, claro. Me deixa triste o fim das férias, quando a família vai embora que cada amigo volta para sua respectiva faculdade.
8- Quais lugares gosta de frequentar?  A livraria da cidade, sempre. Eu adorava a casa do meu avô, e o sítio da minha tia haha 
9- Tem alguma mania? Qual? Mania de discutir política ( normalmente com quem não entende, eu deveria parara com isso). Acho que ... ter um esmalte diferente a cada semana seria uma mania ?
10- Quais matérias da escola tem maior facilidade? ( Se não estuda mais, quais eram?) História, literatura e inglês.
11- O que te interessa mais nos blogs? Eu adoro descobrir  gente que também gosta de escrever conto e essas coisas, adoro as dicas de livros, filmes e músicas. 

Os 11 fatos sobre minha pessoa :
  1. Sou Budista.
  2. Já fiz intercâmbio em um país chamado Bélgica, na Europa.
  3. Tenho medo de histórias de terror até hoje.
  4. Quero ser presidente do Brasil.
  5. Eu sou louca por política.
  6. Ouvir Taylor Swift me dá inspiração para escrever.
  7. Eu encho o saco de todo mundo com entrevistas para meu livro ( haha).
  8. DIzem que eu não calo a boca um minuto.
  9. Odeio Crepúsculo e tudo o que se relaciona a isso.
  10. Dizem o tempo todo que eu sou nerd ( mas eu não concordo u.u)
  11. Eu me apego muuuito fácil as pessoas.
Quanto as perguntas e os 11 blogs :

  1. A maior loucura que você já fez ?
  2. Seu maior medo ?
  3. Sua melhor característica ?
  4. O maior mico que já pagou.
  5. Sua peça e roupa favorita.
  6. Se sua casa estivesse pegando fogo e tivesse 60 segundos para salvar alguma coisa, o que seria ?
  7. Já teve vontade de morar em outro lugar ? Onde ?
  8. Se pudesse ser um personagem de um livro, de qual livro seria ?
  9. Sua maior paixão.
  10. Sua inspiração.
  11. O momento mais feliz da sua vida até agora.

Terceiro : PRECISO DE AJUDA. Ok, sem escândalo, é o seguinte, o blog precisa de ajuda com os posts, os comentários. Então, se você tiver disposição e vontade de escrever sobre qualquer coisa da sua opinião ( menos moda, porque, foge ao assunto do blog) me manda um email : noutrolugar13@gmail.com que a genet conversa, ok ? AAH e não esquece de votar na enquete ali do lado ok ?
E ai, gostaram dos blogs, alguma reclamação quanto aos meus fatos ou minhas respostas ? ahha 




quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Você precisa ler : A Mediadora ( Meg Cabot)



Eu precisava  arrumar um espaço no blog pra falar de uma de minhas autoras favoritas, a Meg Cabot. Certo, não é espeificamente sobre elas, mas sobre um livro dela. Cabot escreve livros para adolescentes, (lembra do filme O Diário da Princesa ? Exatamente, ela escreveu o livro) e o faz muito bem. Seus livros tem linguagem fácil e muito divertida e é repleto de personagens fortes, mas que se encaixam perfeitamente no nosso dia-a-dia. A notícia boa é que a Editora Galera Record está publicando todos os seus livros em Português e com capas lindíssimas. 

Meg Cabot nasceu nos EUA, no estado de Indiana e tem seus diários como inspiração para a maior parte de suas histórias, o que deve ser um dos motivos para os livros serem tão reais. Mas vamos falar do meu livro favorito escrito por Meg Cabot, A Mediadora.



O livro conta a história de Suzanna, uma garota de 16 anos que tem a habilidade de ver "fantasmas" e precisa guiá-los para que não fiquem presos na terra. Mas, quando sua mãe se casa de novo, elas precisam se mudar da agitada Nova York para uma cidade de praia e sol na Califórnia.  Quando chega a sua nova casa ( que na verdade tem mais de 1OO anos) ela descobre que tem um garoto morando em seu quarto - uma pena ele estar morto. Só que as encrencas dela não acabam por aí, no seu primeiro dia de aula ela vai descobrir que existe uma fantasma muito mau humorada rondando seu futuro namorado e vai encontrar a amizade verdade em ... um padre.

O que eu mais gostei no livro foi o fato de que Suzanna não se apaixona a primeira vista por Jesse ( o fantasma em seu quarto), o que é ótimo, já que isso nunca aconteceria na vida real. Ela também não é nenhuma mocinha indefesa de livros para adolescentes. Ela tem de lidar com fantasmas e muita gente maluca. As passagens que mostram a relação entre ela e sua família, são super divertidas. E olha só, ela tem 16 anos e nunca beijou . 


Os livros são curtinhos ( infelizmente) e são facilmente devoráveis ( algo que inventei agora). Deu até vontade de relê-los. Ah e as capas novas são lindas .  

O primeiro volume está em promoção lá no Submarino e ainda tem o Box com a coleção toda e mais um brinde, no Submarino

Já leu algum desses livros ? O que achou ? Qual livro da Meg você tem para me indicar ?

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Vamos falar de : Premiações



Chegou a época favorita dos apaixonados pelo mundo do entretenimento. O começo do ano é sempre repleto de premiações de cinema, música e TV.  Já que eu amo muito tudo isso, resolvi dar a minha opinião sobre.

Em primeiro lugar : Eu ODEIO Oscar e Globo de Ouro. Acho uma hipocrisia danada. Nunca venha me dizer que tal ator é bom porque ele ganhou o Oscar ou Globo de Ouro, tá, pode até ser bom, mas isso não faz dele um Deus com o a maioria das pessoas pensam. Porque,  essas duas premiações , ao meu ver,  tem como base a bilheteria do filme. Fala a verdade, algum dos filmes que foi indicado tem bilheteria ruim ? Um ou dois. O resto é tudo super produção que nem sempre foi tão bom assim, tipo Branca de Neve e o Caçador ( com a Kristen Stewart que foi indicado a Costume Designer que é mais ou menos a roupa que os atores usam ). Tipo, Lincoln, isso, aquele filme sobre o homem que é presidente de dia e caçador de vampiros a noite .. ridículo. Foi indicado a TUDO. Como no ano passado Hugo, eu assisti e posso falar a verdade ? dormi o filme inteiro, é muito bonito graficamente falando, mas os atores principais são PÉSSIMOS, o filme é enorme e a história não tem sentido. Sem contar que os nomes indicados são todos manjados. Woody Allen, os filmes dele não tem fim nem começo, nem pé nem cabeça, nem nada, são uma droga, e no entanto ele está lá, todos os anos. Tubaraão, do James  Cameron, COMO ASSIM? Daniel Day-Lewis, ou Tim Burton ( não me levem a mau, eu adoro o Tim, mas ele faz sempre a mesma coisa, vamos combinar que as animações dele são sempre AS MESMAS.) E cadê os filmes estrangeiros ? Porque Tropa de Elite não foi para a seleção no ano retrasado ? E o ótimo "O Palhaço" não estava na lista ?  Outra falha deles. O Oscar e o Globo de Ouro  se dizem os maiores do mundo do entretenimento mas não tem espaço para premiar filmes estrangeiros. O que eu quero dizer é, puxam um saco danado para essas premiações porque os filmes rendem bilhões de Dólares com propaganda. Porque se fosse realmente uma coisa série, Justin Bieber e Selena Gomez e Kristen Stewart seriam proibidos de entrar nas premiações.

Graças a uma força divina chamada Cérebro, temos outras premiações. Que podem ser consideradas premiações séries e de confiança, como O Festival de Cinema de Berlin, de Veneza e de Cannes .  Nunca ouviu falar dessas né ? Tudo tem sua primeira vez. Esses festivais acontecem na Europa ( que, convenhamos é um lugar muito mais preocupado com a a parte cultural do filme do que com sua bilheteria.) e no meio no ano, mais ou menos. Já premiaram filmes como Tropa de Elite 1, Razão e Sensibilidade, A Viagem de  Chihiro.  Eu digo que são minhas premiações favoritas porque eles analisam TODOS os filmes, de todos os países e de todos os tipos. A entrega dos prêmios é fechada, eles nao estão tentando arrecadar dinheiro com a compra de convites pelas pessoas que não foram indicadas ou nada do tipo.

Não sou crítica profissional de cinema, mas entendo suficiente para perceber quem é bom e quem não é nessas premiações e que cinema nao se baseia apenas em Hollywood e esse jogo de poder e fama que eles fazem.

É claro que eu acho que um dia o Oscar, o Emmy e o Golden Globe já foram sérios. Mas já que não são mais, que tal você dar uma olhada nesses outros Festivais ?


Desculpa, mas não consegui achar os links em português. E vocês, o que acham dessas premiações, estão também descontentes com elas ?

sábado, 12 de janeiro de 2013

O que a adolescência quer ?



Quando eu tinha 14 anos queria, desesperadamente, ter 15. Achava que 15 era uma idade mágica. Todas as personagens mulheres da Disney tinham 15, e elas famosas, ricas, tinham milhões de garotos rodeando-as, davam festas para 100 convidados, fofocavam. As garotas maiores de 15 anos eram os centros das atenções. E eu não vou negar que tive essa fase de querer ser outra pessoa. A maioria de nós queríamos isso.

Finalmente eu fiz 15 anos. Mas, cadê aquele monte de amigos descolados, de garotos, de fofocas e maquiagem ? Foi uma grande decepção. Ainda existia uma chance. Os 18 anos. Carteira de Motorista. Bebidas. Festas. Faculdade. Casa nova. Nada disso, de novo.

Aí eu começei a reparar que o problema não era a idade, era eu mesma. Quando tinha uma amiga eu me afastava. Quando era chamada para festas, " não to no clima". Mas que pessoa contrastante.

Conversando com meus amigos eu descobri algo reconfortante. Todo mundo é assim. Só que eu não conheco todo mundo, conheço pouca gente, mas eu queria saber como TODO mundo é. É por isso que eu vim fazer essa pergunta para vocês " O que a adolescência ( ou seja nós) quer ?" A gente quer se divertir, ok. Mas que tipo de diversão ?

O que a minha adolescência quer ? Passar na faculdade, aprender as coreografias de músicas antigas com meus amigos ( o que a gente nunca fez, haha), escrever, ler o máximo possível. Cantar loucamente as músicas da Taylor Swift no meio da rua.

Agora é a sua vez. O que a sua adolescência quer ? 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Filme : As Vantagens de Ser Invisível



Andei vendo tantos filmes essas semanas e já faz um tempo que estou para contar pra vocês sobre o meu filme favorito do ano ( eu sei, o ano mal começou). " As Vantagens de Ser Invisível" . Eu li o livro no meio do ano passado ( e falei sobre ele aqui). Na verdade li o livro só porque soube que Emma Watson estaria no filme.

O roteiro e direção do filme ficou por conta de Stephen Chbosky , o próprio autor do livro. O que deixa tudo muito mais interessante.

Sobre os atores : UAU! Eles se encaixaram tão bem em seus personagens. Emma W., Ezra Miller ( Patrick) e Logan Lerman ( Charlie) estavam em ótima sintonia. Nunca tinha visto Ezra atuar e ele me surpreendeu muito, tem uma naturalidade ao fazê-lo, faz a gente gostar do personagem e sofrer com ele e entendê-lo. Eu não dava nada pelo Logan ( tirando a beleza), mas ele foi um ÓTIMO Charlie, mesmo. As caras que ele faz ... haha AAh o sotaque americano da Emma, não é perfeito, mas achei muito bom. Fiquem de olho, porque os três tem muito talento.


Sobre as imagens : É o que eu mais reparo em um filme, a montagem das cenas, as cores, as imagens. E este é todo feito sobre uma cor mais escola, dá uma empressão de filme velho, o que ficou muito bom já que ele se passa "supostamente" nos anos 80.

Sobre a Trilha sonora : UAU! de novo, haha.  Não sou viciada em música, mas também sempre presto atenção. E nesse filme, as música stem a ver com  a história ( o que na maioria dos casos, não acontece, reparem). É praticamente uma aula de cultura musical. Minhas músicas favoritas ficaram por conta de :

Heroes - David Bowie


Come on Eileen - Dexy's Midnight Runners 

                                            
Comparação com o livro : acho sempre chato fazer isso. São duas artes diferentes mas ... sim, é muito fiel ao livro. Ainda acho que faltaram algumas cenas com a irmã de Charlie, mas conseguiu passar toda a mensagem do livro em quase duas horas, sem ser cansativo.  Em resumo, é aquele tipo de filme que dá vontade de ver e rever várias vezes.

As Falas : Exatamente, outra coisa importante, não adianta nada ser um filme bom em imagem, som, atores, mas sem falas inteligentes que te toquem e te fassam pensar por alguns minutos sobre o assunto. E isso o filme/livro tem de sobra.
  "Não há nada como a respiração profunda depois de dar uma gargalhada. Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas. E essa era ótima."
- Charlie



E voces já viram esse filme ? O que acharam ? Qual filme vocês me indicam ? 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Post Convidado : Aquela Parte de Mim



As pedras da calçada onde andava se tornavam laranjas, com um brilho sem igual, como mil pedaços do sol, a medida que eram iluminadas pelos postes de luz amarela. A  noite estava quente, como as noites das últimas semanas, mas eu sentia um frio, um vazio gigante, um buraco em meu peito. Procurava por toda a parte, simplesmente não deveria voltar para o lugar de onde vim sem encontrá-lo denovo; como podia um coração tão grande ser dividido em pedaços tão pequenos? Foi esmagado sem piedade, como um simples pedaço de sucata, e estava em busca do seu último pedaço, mas este fugia, se escondia, era difícil de se encontrar. Não foi naquela noite que achei a peça, e nenhuma que veio depois desta. A   partir de hoje, começo a procurá-la quando o dia nasce, com a esperança de que o primeiro raio de sol me ajude a encontrar meu último pedaço.

Gabriela de Oliveira mais conhecida como Episkey tem 14 anos,  é  potterhead fanática e seu hobbie favorito é a leitura. Se quiser mais sobre ela e seus posts, segue o twitter dela .@akillerqueenie